quinta-feira, 26 de março de 2009

Google inclui tecnologia semântica em serviço de buscas


Há dois dias li na Folha Online que o Google estava incluindo uma nova tecnologia em seu serviço de buscas, mas essa novidade não é tão nova; Como colaborador e usuário do sistema de buscas, notei várias experiências e mudanças nos últimos anos.
Se antes nossas buscas resultavam mais vezes em “nada encontrado,” hoje isso quase nunca acontece. E o sistema de procura já não encontra apenas palavras isoladas, mas assuntos completos, muitas vezes meus fãs de outros países me fazem perguntas sobre minha vida que eu nem sabia que era público o conhecimento, outras vezes boatos ou fofocas correm o mundo.
Eu comemoro essas mudanças, tanto por poder divulgar meus pensamentos para mais pessoas quanto pelo grande avanço no mundo das pesquisas.
Se no passado não muito distante, para escrever um livro técnico eu tinha que pesquisar enciclopédias, outros livros técnicos e fazer muita entrevista, hoje eu faço tudo sem precisar me locomover. Basta separar o joio do trigo, e tudo fica pronto rapidamente.
O lado mais problemático são direitos autorais, com apenas um Ctrl C – Ctrl V nossas obras também correm mundo. É lógico que o nosso desejo enquanto autor é que muitos leiam nossos livros, mas como fazer para dar continuidade ao trabalho sem a contrapartida financeira?
Como manter equipamento de última geração, banda-larga e outras despesas?
Nesse sentido até relembro e admiro Alberto Santos Dumont que disponibilizou seus inventos para a humanidade sem patentear nada, entretanto ele era milionário de raiz!
A luz no final do túnel mais uma vez chega pela própria divulgação em massa, quando e quanto mais pessoas passam a pesquisar o nome de um autor ou escritor bem como suas obras, essa evidência faz com que a poderosa mídia televisiva se interesse também e procure o mesmo para transformar sua obra numa novela.
Por esse motivo agradeço a todos os que colocam o nome Regis Copperfield no buscador e desvendem sua curiosidade, assim meus amigos, parentes, fãs e fofoqueiros de plantão tomam conhecimento dos meus textos sem que eu precise ficar imprimindo em papéis, enviando em envelopes, etc. A natureza também agradece!
Continue procurando e se tiver alguma dúvida é só me escrever – de preferência por e-mail - telefonar ou me visitar.
Ah, os endereços?
Estão no Google! É só procurar...

3 comentários:

Joéliton disse...

Oi....td bem?
Muito obrigado pelo comentario...Valewwwwww

To passando pra desejar um ótimo FDS
abraçossss

Jonatan Bandeira disse...

É Regis, essa temática é muitissimo interessante. Mas até o texto que aborda o plagio está correndo risco. Seria quase um metaroubo (rsrs) Por exemplo: quem te garante que neste momento não há alguém postando um artigo com um título familiar - Google inclui tecnologia semãntica em serviço de busca. rsrs

Adorei a escrita! Parabéns!

Regis Copperfield disse...

Na verdade Jonatan, quanto mais melhor, eu até pensei que você também tivesse feito um post a esse respeito, rs. Entretanto não encontrei seu blog, apenas vi seu perfil.
Como colaborador do Google achei que esse texto pudesse difundir melhor essa mensagem para que pessoas que se beneficiam do Adsense utilizem essa tecnologia.
Diariamente recebo e-mails de blogueiros pedindo para deixar um oi em seus blogs apenas para que seu blog apareça nos buscadores quando alguém procura o meu nome.
Vale tudo para um lugarzinho ao Sol e sempre que pedirem e eu puder, farei.